Evangelho e escritos confessionais: a hermenêutica das confissões do luteranismo

Gunther Wenz

Resumo


Inicialmente o autor examina a centralidade do evangelho da justificação do pecador para o nexo do conjunto da teologia reformatória. Em seguida, esboça o sentido da confissão como ato e como instituição, bem como a mudança de acepção que estes termos sofreram no transcurso do século 16 e depois. Analisa então o significado dos escritos confessionais que surgiram no seio do movimento reformatório de Wittenberg e culminaram no Livro de Concórdia. Expõe, por fim, a relação entre a confissão e o consenso, mostrando que “a vinculação do consenso à palavra de Deus não rompe, em princípio, o marco de uma teoria e prática da comunicação orientada pelo entendimento”.

Palavras-chave


Confissões luteranas; Reforma protestante; Livro de Concórdia; Justificação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v44i1.570

Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400