"Pregação pura e correta ministração dos sacramentos": significado e implicações

Gottfried Brakemeier

Resumo


De acordo com a Confissão de Augsburgo, art. VII, a Igreja de Jesus Cristo se identifica pela pura pregação do evangelho e pela correta ministração dos sacramentos. São estes os sinais de uma Igreja verdadeira e os pressupostos básicos de sua unidade. Simultaneamente expressam o compromisso do luteranismo com a qualidade evangélica de sua eclesialidade. Por isto, eles necessitam de clareza com relação ao significado desse critério. O presente artigo ausculta o reformador Lutero e as confissões luteranas sobre o assunto. Como elas definem a autenticidade da pregação e da práxis sacramental? A confessionalidade está em jogo, aliás, não “luterana”, e sim “evangélica”. Pois a Igreja de tradição luterana busca seu alicerce unicamente na palavra de Deus.

Palavras-chave


Igreja Luterana; Doutrinas; Pregação; Sacramentos; Confessionalidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v43i1.582

Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400