Afro-descendentes da Colônia Alemã Protestante de Três Forquilhas

Elio E. Müller

Resumo


Elio E. Müller, pastor emérito da IECLB, analisa neste artigo a participação de aproximadamente 60 afro-descendentes na com unidade luterana de Três Forquilhas (litoral norte do Rio Grande do Sul) durante o período que compreende o final do século XIX e o início do século XX. Suas fontes de pesquisa foram o Livro do Registro Eclesiástico, mantido pelo então pastor Carl Leopold Voges, e depoimentos colhidos de pessoas idosas da localidade, quando de seu pastorado naquela localidade nos anos 70. Ele constata que tanto o pastor como vários outros colonos da época possuíam escravos. Realça a história, o papel e a influência desempenhados na com unidade pela escrava Maria, da Nação Nagô, finalizando com um breve ensaio de uma pastoral para afro-descendentes, como realizada na época pelo trabalho integrativo do pastor Emst Theodor Lechler, a partir de 1899.

Palavras-chave


Negros; Três Forquilhas (RS); Igreja Luterana; Escravidão; Colônia Alemã

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v41i2.658

Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400