Jornadas de Junho: posicionamento de grupos e líderes cristãos

Kevin Willian Kossar Furtado, Maria Julieta Weber Cordova

Resumo


O presente trabalho apresenta reflexões de segmentos e lideranças cristãs sobre as Jornadas de Junho dispersas em sítios e blogs na rede que representam, para o momento, o que temos de produção a respeito do tema. O artigo apresenta em uma perspectiva ampliada e reunida, ao mesmo tempo reduzida, fragmentada e incompleta, o que pensam as denominações e líderes cristãos que expressaram suas posições através de notas, cartas ou formulações sócio-teológicas. Observa-se que nenhuma igreja cristã ou líder religioso, daqueles que se manifestaram publicamente, almejava criar um movimento específico com demandas, adversários e aliados, bases, lideranças, assessorias, práticas comunicativas, projetos/visões de mundo e culturas de expressão, quando se pensa a questão pela ótica de arranjo dos movimentos sociais, uma das categorias da produção aqui exposta.


Palavras-chave


Manifestações populares; grupos cristãos; sociedade civil; movimentos sociais.

Texto completo:

PDF (Português)


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/nepp.v34i0.1667

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Direitos autorais

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 1678-6408


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400