Para famintos e saciados: o “self-service” pós-moderno: Pistas para a dignidade humana na globalização

Kathlen Luana de Oliveira

Resumo


A informação e a riqueza são dois critérios constituintes de pertença à globalização. Também os impactos sociais são visíveis no enfraquecimento das instituições coletivas – inclusive a religião – no apogeu do individualismo como referencial de normas e valores e na inegável marginalização das massas. No entanto, o acesso à tecnologia não é suficiente para o estabelecimento de relações solidárias. Não basta estar na globalização para conquistar a cidadania. O presente artigo, além de atentar para as injustiças econômicas e sociais, visa questionar a informação e o individualismo como atributos da dignidade humana e vai ao encontro do que Milton Santos denomina de “outra globalização”.

Palavras-chave


Globalização; Dignidade; Conhecimento; Estratificação social; Religião

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/nepp.v10i0.2104

Direitos autorais

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 1678-6408


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400