A visitação dos magos ao menino Jesus numa perspectiva redacional comparando-se o texto bíblico canônico registrado em Mateus 2,1-14 com o texto apócrifo Evangelho Árabe da Infância.

Carlos Alberto da Silva

Resumo


A partir do segundo século da era cristã muitos escritos religiosos vinculados ao cristianismo foram produzidos em idiomas diferentes e com finalidades diferentes. Esses textos ficaram conhecidos como: Evangelhos Apócrifos. Apócrifo no sentido etimológico da palavra vem do grego άπό κρύπτω (apo kripto) que significa oculto, secreto, escondido. Alguns autores dividem os apócrifos do Novo Testamento em seções que, de acordo com a hermenêutica de cada autor, pode se apresentar diferentemente em comparação de um com o outro.  Nosso objetivo é a comparação redacional do texto canônico com o texto apócrifo especificamente a visitação dos magos ao menino Jesus conforme registrado Mateus e no Evangelho Árabe da Infância. 

Palavras-chave


Magos; Apócrifos, Evangelho Árabe, Infância de Jesus

Texto completo:

PDF (Português)


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/nepp.v39i0.2442

Direitos autorais

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 1678-6408


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400