Fenômeno Religioso e suas linguagens: revisitando conceitos elementares

Oneide Bobsin

Resumo


Todas as vezes que tentamos definir a religião, pouco dela é apreendido pelas nossas  palavras. E mesmo quando  pretendemos buscar a sua essência universal, menos ainda dizemos a respeito dela. Fugir destas limitações em direção a um reducionismo parece ser o caminho mais satisfatório, mas igualmente limitado porque o fenômeno religioso está além e aquém dos argumentos das ciências do humano e do social. Por estas razões, o presente texto apresenta de forma introdutória problematizações que fogem de reducionismos científicos e da busca das essências ao realçar as linguagens do fenômeno religioso, tais como mito, rito, símbolo, sacrifício, entre outras. Por meio destas linguagens as religiões alcançam as dimensões concretas das experiências pessoais, comunitárias e locais,  profundamente diversificadas.

Palavras-chave


Religião; fenômeno; mito; rito; símbolo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/nepp.v26i0.248

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Direitos autorais

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 1678-6408


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400