Roger Williams entre os Narragansetts: Puritanismo e reconhecimento do Outro na colonização da Nova Inglaterra

Adriel Moreira Barbosa

Resumo


Este artigo apresenta resultados parciais de nossa pesquisa de mestrado sobre Roger Williams, personagem da colonização dos EUA do século XVII. Pouco conhecido e pouco pesquisado no Brasil, Roger Williams se destacou por lutar pela liberdade de pensamento e separação entre Igreja e Estado. A recuperação de sua memória neste trabalho, tem o objetivo de analisar seu relacionamento com os Índios Narragansetts e sua luta pelos direitos destes, buscando identificar em seu pensamento, críticas ao sistema puritano que negava a alteridade dos índios. A partir o referencial teórico-metodológico da Filosofia da Libertação de Enrique Dussel, buscamos qualificar seu pensamento como crítico e anticolonial. A importância de estudarmos experiências como de Roger Williams a partir da América Latina, se justifica pela necessidade e emergencia de identificarmos lugares hermenêuticos idênticos, que sejam promotores da dignidade humana e da tolerância diante da alteridade.


Palavras-chave


Roger Williams; Colonialismo; Alteridade

Texto completo:

PDF (Português)


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/nepp.v38i0.2523

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Direitos autorais

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 1678-6408


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400