Mulheres e Pastoral Popular

Maria Brendalí Costa

Resumo


A partir dos anos 1960 a Igreja Popular, organizou e influenciou as práticas, as ideias e os objetivos da sociedade civil brasileira. O artigo faz uma reflexão, a partir da Teologia Feminista, das diferentes maneiras pelas quais esta práxis influenciou, através dos princípios, da visão de mundo e da metodologia a prática das mulheres que participavam na década de 1980, da Pastoral Popular Urbana na periferia de cidades da Diocese de Caxias do Sul. O estudo será bibliográfico, documental e por meio de uma visão situada num lugar social, como mulher inserida concretamente neste contexto para responder à pergunta de como a realidade das mulheres foi considerada na Igreja Popular. Conclui-se que o pobre, concretamente, fez descobrir a realidade das mulheres. Permanece o desafio de as mulheres conseguirem ultrapassar o paradigma das relações de poder quase que exclusivamente na produção de cuidados.


Palavras-chave


Mulheres; Pastoral Popular; Teologia Feminista

Texto completo:

PDF (Português)


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/nepp.v30i0.365


Direitos autorais

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 1678-6408


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400