Ética na perspectiva filosófica tradiconal, psicológica genética e cristã: um estudo sobre a formação ética no sujeito

Roseline Nascimento de Ardiles, Mara Núbia de Morais Cruz Salles

Resumo


As decisões e comportamentos destes, portanto, se fundamentam no conjunto de suas crenças, construídas de valores morais e não morais que o indivíduo considera ser certo ou errado, surgindo deste contexto, o conteúdo da formação ética e moral. Buscou-se compreender como se dá o processo de formação ética na filosofia tradicional, psicogenética de Piaget e Cristã. Fora realizada análise qualitativa na literatura secular de Emanuel Kant, Jean Piaget e na Bíblia Sagrada buscando as possíveis relações e divergências teóricas existentes entre esses paradigmas. Verificou-se que apesar das filosofias tradicional, psicogenética e cristã apresentarem o mesmo objetivo quando da necessidade da Disciplina Ética, pois todas elas se propõem a buscar o “bom” e o “bem”, as definições, conceitos, conteúdo e formação ética no sujeito se evidenciam distintas. Ao abordar a formação ética no sujeito, a filosofia tradicional de Emanuel Kant aponta para o imperativo categórico, independente da ação humana, se opondo ao pensamento psicogenético e cristão, pois estes pontuam a necessidade da ação do sujeito, enfatizando primeiramente o “querer”, para, em seguida “efetuar” ações ética e morais.

Palavras-chave


Ética; Filosofia Tradicional; Psicologia Genética; Cristã

Texto completo:

PDF (Português)


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/nepp.v31i0.522

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Direitos autorais

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 1678-6408


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400