A teologia e a saga dos super-heróis: valores e crenças apresentados e representados no gibi

Iuri Andréas Reblin

Resumo


Este texto apresenta as possibilidades de análises teológicas das histórias em quadrinhos, em especial, dos super-heróis. A partir do diálogo entre teologia e literatura e do conceito de herói enquanto arquétipo atinente ao ser humano, ele introduz como perspectivas de análise: a presença de elementos religiosos na narrativa; na origem do super-herói (o personagem) e a existência de elementos mitológicos e religiosos ancorados no sentido do heroísmo e nos valores que o abrangem. O texto conclui que as histórias em quadrinhos são janelas da realidade e janelas para uma outra realidade e elas são mais que um mero entretenimento: as histórias em quadrinhos são a possibilidade do ser humano conhecer mais sobre si mesmo, seus valores (religiosos e não religiosos) suas angústias, suas esperanças e sua busca por um lugar no mundo.

Palavras-chave


Teologia e Literatura. Super-heróis. Histórias em Quadrinhos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/nepp.v22i0.54

Direitos autorais

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 1678-6408


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400