Por uma visão psicossocial da autoestima de negros e negras

Ana Luiza Julio

Resumo


Este artigo trata da possibilidade de que a autoestima de pessoas negras possa ser construída a partir da consciência crítica acerca do que significa ser negro ou negra em um país pautado não na diversidade racial, mas na supremacia dos valores brancos, tendo na figura de pessoas brancas, o modelo universal de ser humano. Para que a autoestima das pessoas negras possa então ser construída, ainda que na contramão do poder hegemônico, faz-se necessário que essas pessoas possam ter consciência de seu pertencimento racial, através do reconhecimento do que tem sido a história dos negros no Brasil, assim como de sua ancestralidade africana. É a partir dessa consciência crítica que essas pessoas poderão se conhecer melhor e, assim sendo, se autovalorizar e autoestimar.

Palavras-chave


Autoestima; Negritude; Pertencimento racial; Identidade racial

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/nepp.v24i0.79

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Direitos autorais

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 1678-6408


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400