Comentários do leitor

Como Tratar O Zumbido No Ouvido

por mikael lyivy (2017-08-05)


Sofro com dores de cabeça fortes a mais de 10 anos as quais muitas vezes acompanhadas de tontura e vômitos,creio pela intensidade da dor a mais ou menos 2 anos descobri que tenho um osteoma em seios paranasais localizado mais ou menos no meio da testa, otorrino alega que não existe nada a se preocupar,mas em relação as dores de cabeça alerta para que procure neurologista.Antes as dores eram mais espaçadas uma ou duas vezes por mês,porém de 2 anos para cá sinto dia sim e dia não,costumo tomar ibuprofeno.Desejo saber se poderia tratar com outro medicamento mais eficaz.

Tive uma otite ano passado ,e esse foi motivo do zumbido,depois de uns tres meses de zumbido, ele sumiu,mas agora depois de exatos 1 ano , zumbido voltou,sou uma pessoa de Fé confio em Deus, sei que ele tem uma resposta pra tudo, vamos pedir a Deus sabedoria, já que aprendi que zumbido não é uma doença e sim um sintoma, de algo que esta errado, não vamos desistir!

Tenho um filho, 2anos e 10meses , eu só descobrie ano passado que ele não ouve bilateral, os medicos não descobriram se ele nasceu assim, ele se trata no INES em laranjeiras medico dele falou que melhor seria um implante, mais eu estou sofrendo muito por que não sei que fazer ,espero que vocês entre em contato comigo para poder me ajudar me orientar melhor.

Meu nome é João ,É seguinte Paulo e Vaiane eu já estou quase precipitando minha ida ao paraiso, pois meu zumbido nem com ventilador dos mais barulhentos não está resolvendo mais,meu zumbido parece um enxame de abelhas dentro da minha cabeçaFora a panela de pressão,uma caixa d'agua que não enche meu lado timpano rompido subtamente em1997,e ficaram como sequelas esses zumbidos e que ao longo desses anos só vem aumentando de volume.Não sei se paraiso existe,mas só a morte já seria um alivio.

Desde sua criação, Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade vem se aperfeiçoando e, ao longo dos anos, estabelece novas propostas que refletem a evolução das políticas de valorização e proteção dos bens culturais, destacando, principalmente, envolvimento da sociedade civil e entidades públicas ou privadas na promoção e preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro.



Considera-se doença profissional, com obrigatoriedade de notificação à Previdência Social através da emissão da Comunicação de Acidentes de Trabalho - CAT, toda alteração do limiar auditivo que supere valor de 25 decibéis, desde que apresente história ocupacional e traçado audiométrico compatíveis: exposição a ruído e alterações no audiograma que se iniciam e são mais acentuadas nas freqüências altas (6000, 4000 e 3000).

No meu caso, tratamento consistiu em mudar absolutamente a forma de encarar a questão: acreditar que não é uma doença, que os maus exemplos não são parâmetro, pois não necessariamente eu teria mesmo destino que eles, não encarar barulho como se fosse um terremoto, mas sim, ouvi-lo e deixá-lo passar sem prendê-lo na minha atenção... Essa foi a” diferença.

Quero tanto encontrar alguem que se interesse pelo meu caso..que vá a fundo para encontrar pelo menos alguma pista que possa levar a um tratamento satisfatório.Tenho 70 anos com a vitalidade de 20 anos.Somente esse problema que me atrapalha, voces sabem, não preciso dizer, como se torna dificil conviver com isso tendo uma vida ativa e frutifera como eu tenho.

uso clique no link e visite o programa indevido ou excessivo de medicamentos como AAS, anti-inflamatórios e antibióticos; Doenças metabólicas como aumento do colesterol e diabetes; Alterações hormonais, como hormônio da tiroide e ou sexuais como a testosterona, progesterona e estrógeno; Problemas cardiovasculares; Distúrbios psiquiátricos, como ansiedade e depressão; Distúrbios neurológicos; Problemas na musculatura e na coluna cervical; Maus hábitos alimentares; Disfunções temporomandibulares e outros problemas dentários; Tumores da via auditiva (raros).

Eu diria que existe uma chance razoável de correlação entre as duas coisas (ATM e zumbido), no entanto se a ATM já possui lesão, mesmo que você esteja com a artrite reumatóide controlada, é possível que necessite de correções na ATM, pois ela pode estar trabalhando de forma compensada, justamente pela presença de lesões, de modo a poder desencadear outros sintomas além da dor.